E3 2013: Vimos o The Witcher 3

O jogo foi totalmente reformulado e será lançado em 2014.

Hoje participamos de uma apresentação exclusiva na E3 2013 a respeito do lançamento do último título da franquia The Witcher, The Wild Hunt. O jogo será lançado para os consoles da nova geração, PS4 e Xbox One, e para PC. O evento foi realizado em uma sala fechada, onde o chefe de desenvolvimento de cenários e um dos programadores sênior da CD Projekt mostraram o jogo no estágio de desenvolvimento atual.

Veja abaixo o trailer de lançamento do The Witcher 3: The Wild Hunt:

The Witcher 3: The Wild Run será bem diferente dos jogos anteriores, porque terá um foco ainda maior na história, na forma como ela é contada e no personagem principal, Geralt of Rivia. Serão mais de 100 horas de jogo, com side quests incluídas de forma simples, e algumas até quase que imperceptíveis. Uma parte que foi mostrada e que reflete bem isso foi quando Geralt estava indo em direção a um vilarejo e se deparou com ladrões tentando roubar uma casa. O jogador derrotou os ladrões e salvou a família que vivia naquele local. A ação em si pareceu não ter efeitos naquele momento, mas as consequências daquele ato seria verificadas em outro momento do jogo. Geralt ainda terá muitas situações como essa, onde ele e outros personagens indiretos terão que escolher determinados caminhos, e sofrer os resultados disso.

Nessa versão, o time de desenvolvimento investiu forte na evolução da engine gráfica, de forma que o ambiente do jogo pudesse acompanhar a nova sistemática da narrativa. Utilizando o conceito de “mundo aberto”, é possível movimentar Geralt por diversos cenários, que vão desde o arquipélago de Skellige até uma montanha que alcança os 1200 metros. Para se ter uma ideia, The Witcher 3 tem um ambiente 35 vezes maior que o jogo anterior! Além disso, foi um desenvolvido um sistema para controlar as condições climáticas do jogo.

O personagem principal, Geralt, também evoluiu nessa versão, recebendo novas magias e encantamentos, movimentos de ataque com a espada e esquivas. Além disso, Geralt teve o seu Sentido Witcher aprimorado, permitindo que ele descubra segredos nos cenários e criando um profundidade na solução de quebra-cabeças durante o jogo.

The Witcher 3: The Wild Hunt será com certeza o melhor título da série, com gráficos beirando a perfeição, cenários de tirar o fôlego e um conceito inovador para a franquia.

Entrevista com o desenvolvedor

Depois da apresentação, nós conversamos com Jonas Mattsson, suíço e desenvolvedor chefe de cenários, que bondosamente respondeu algumas perguntas:

Mochileiro Digital: O jogo anterior, The Witcher 2, foi desenvolvido para o Xbox 360, sendo esta a primeira aparição da franquia para um console. Como foi o, ou está sendo, o processo de desenvolvimento do The Witcher 3: The Wild Run, inclusive agora com versões para o Xbox One e o PS4, além do PC?

Jonas Mattsson: Como a arquitetura dos novos consoles se tornou muito parecida com a dos PCs atuais, o processo de desenvolvimento se tornou menos complexo, e permitiu que criássemos um belíssimo jogo, com os mesmos padrões de qualidade do PC para os consoles.

Mochileiro Digital: Como foi o processo de criação de um cenário 35 vezes maior que o jogo anterior?

Jonas Mattsson: Tivemos que aprimorar a engine gráfica para que ela pudesse processar todas as novidades e complexidades que queríamos trazer para o jogo. Por exemplo, o sistema do jogo é capaz agora de identificar o efeito das chuvas no cenário. Em locais com muitas árvores, caso a água se acumule próximo a elas, a engine comanda o crescimento de grama, ou outra vegetação, no cenário.

Mochileiro Digital: E você pode nos dar uma pista de quando será o lançamento do The Witcher 3: The Wild Run?

Jonas Mattsson: Posso dizer apenas que o jogo será lançado em 2014.

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: