E3 2013: Nossas Impressões de Call of Duty Ghosts

O jogo rodará a 60 quadros por segundo em todos os consoles!

Hoje, o Mochileiro Digital esteve onde diversos fãs gostariam de estar: numa sala de cinema (com direito a “poltrona do papai” que vibrava e tudo!!) vendo em primeira mão o gameplay e uma pequena introdução da nova Engine do novo Call of Duty Ghosts!

call of duty ghosts

Imagem da fase Ghosts into the Deep

Quando entramos na sala do Call of Duty Ghosts e a apresentação iniciou, foi-nos apresentado duas novas ferramentas que estão presentes na nova Engine, como o Map Desplacement, que é uma técnica muito utilizada em diversos filmes de Hollywood e jogos para PC. Essa tecnologia faz com que detalhes que geralmente aparecem “flat” (sem profundidade) passem a ter profundidade e mais detalhes. A segunda tecnologia que foi adicionada a nova Engine do Call of Duty Ghosts é a muito bem conhecida pelos Modeladores 3D, as Subds. Subds faz com que os objetos arredondados que geralmente aparecem com cantos quadrados, fiquem redondos de maneira perfeita, adicionando mais geometria a imagem em tempo real. Traduzindo para nós Gamers, as duas tecnologias deixam os jogos com gráficos ainda mais incríveis! Após 10 minutos de explicação dessas 2 ferramentas, o show que tanto esperávamos começou. Pudemos ver 3 episódios em tempo real do novo Call of Duty Ghosts.

A história deste novo episódio da franquia acontece num Estados Unidos que foi totalmente destruído e tem como protagonista dois irmãos e um cachorro (Riley) que se encontram com o grupo Ghosts. A primeira missão intitulada de No Man’s Land – Terra de Ninguem – mostra muito a interação com o cachorro Riley, onde nos foi mostrado a movimentação dele, o ataque e até mesmo como utilizar os latidos para atrair os inimigos e daí realizar o ataque. Basicamente, o cão Riley carrega consigo uma câmera onde os irmãos, através de um Tablet, conseguem acompanhar os seus passos e dar as ordens. O cachorro conta também com uma coleira especial que vibra quando não é possível dar ordens verbais ao cão, permitindo assim ainda comandar Riley em situações onde a cautela é requerida. A interatividade com o cachorro ficou MUITO legal! O episódio acaba com uma cena fantástica de um Breach (arrombamento de porta com tiros em câmera lenta) feita pelos dois irmãos e o cão Riley! Sensacional!

Cena: No Man’s Land

Chegamos então então no segundo episódio do demo de Call of Duty Ghosts, feito totalmente debaixo d’água. Para os fãs de Donkey Kong Country, segue a dica, não deixem de jogar Call of Duty Ghosts, pois as missões debaixo d’água serão inteiras e com armas específicas – assim como no Donkey Kong Country que você podia jogar com o golfinho. Brincadeiras a parte, a fase mostra muitos detalhes submarinos, como peixes se afastando quando os personagens se aproximam, sombra causadas pela luz do sol e até mesmo o detalhe da máscara que os personagens vestem! A fase faz você vislumbrar o belo cenário aquático. Depois de matar dois mergulhadores inimigos, o jogador é informado pelo seu companheiro que debaixo d’água você precisa dar mais tiros devido ao atrito natural do ambiente causado pela água. Justificativa muito boa para você descarregar o pente nos inimigos aquáticos!

Depois, foi possível ver o submarino inimigo ser atacado por um míssil controlado por um Tablet submarino, manuseado por um dos personagens principais. Na sequencia, o personagem acaba ficando com a sua mão presa devido ao impacto da explosão que faz com que a carcaça do navio que desmorone e acaba cortando um dos seus tubos de oxigênio. Daí assistimos uma das famosas cenas cinematográficas a lá Call of Duty, onde o seu companheiro te salva e vocês dois fogem dos destroços do submarino e se encontram com mais inimigos. E é dessa maneira que fomos presenteados com a primeira experiência com o novo Call of Duty Ghosts.

Cena: Ghosts Into the Deep

Ao sair da sala, ficamos – é claro – curiosos com o que presenciamos e fomos para a sala de entrevistas para fazer as famosas perguntas: “em qual plataforma foi feito este gameplay?” e “Com quantos frames por segundo iremos jogar?” e tivemos uma nova surpresa…. Assistimos a um novo episódio! Que por sinal, fantástico. O título deste episódio de Call of Duty Ghosts é Federation Day, que se passa na Venezuela. É difícil descrever a fase que vimos sem comparar com os filmes da série Missão Impossível! Um time de Ghosts se aproxima do alvo – que é um prédio de negócios – e arma atiradores de cabos. Após acertarem o alvo, os Ghosts chegam até o prédio via “tiroleza” e lá eles começam a descer os andares via “rapel”, avaliando os inimigos pelo lado de fora do prédio. Depois, começa a limpa dos bandidos com tiros de sniper estratégicos, até mesmo um inimigo que estava roubando a geladeira!

A missão segue e o time de Ghosts finalmente entram no prédio, cortando os vidros com maçaricos portáteis. A mensagem “Minutos depois…” aparece – brincadeira – e você presencia o seu time correndo pelas escadas com o prédio em chamas até chegar num andar, onde mais um tiroteio acontece e daí presenciamos mais uma cena cinematográfica – baseada no último filme dos Transformers – com tiroteio dentro de um prédio em colapso. O episódio encerra com você escorregando e quebrando uma janela do andar e o prédio indo ao colapso total!

Após presenciar essa última cena fantástica, as luzes se acenderam e pude fazer as duas perguntas que não saíam da minha mente:

1- Qual plataforma que você usou para nos deixar com água na boca?

Resposta: Estamos usando um kit de uma das plataformas next-gen (consoles da nova geração).

Já que ele estava segurando um controle do Xbox One, tenho certeza que pudemos presenciar uma pequena visão do que podemos esperar para a próxima geração em termos de gráficos, e posso atestar que vai ser fantástico.

A segunda pergunta pergunta foi:

2 – A jogabilidade estava bem fluída, foi possível notar que o jogo estava rodando em 60 fps (frames ou quadros por segundo). O jogo irá rodar assim em todas as plataformas?

Resposta: Sim, em todas as plataformas.

Com essa resposta, creio que até os Nintendistas que nos acompanham, podem ficar felizes, que até mesmo a versão do WiiU vai rodar em 60fps.

Com certeza saímos do anfiteatro ansiosos para que a nova geração chegue logo, pois o que vimos foi fantástico!

Não deixem de rever os vídeos disponibilizados pela Activision e curtam bastante!

Um Comentário

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: