Youtube poderá oferecer canais pagos

Canais poderiam gerar novas fontes de renda além da publicidade tradicional.

Canais pagos entram nos planos

Canais pagos entram nos planos

O Google, proprietário do site de vídeos Youtube está cogitando a possibilidade de cobrar aos usuários taxas para assistir vídeos.

Há muito os executivos do Youtube estiveram discutindo essa possibilidade. A ideia é atrair mais criadores de vídeos, dando uma nova abordagem de inscrição e geração de lucros além de somente contar com as propagandas.

Um porta voz do site disse “Sempre afirmamos que diferentes conteúdos precisam de modelos diferentes de pagamento.”

“Há vários de nossos criadores de conteúdo que pensam que iriam se beneficiar de diferentes assinaturas, então estamos de olho nisso”.

Em um relato feito pela Ad Age (noticiário da indústria do marketing e agências de propaganda) a iniciativa poderia acontecer dessa forma: Criadores de conteúdo para o site poderiam elaborar um outro canal e cobrar taxa de inscrição, em outra possibilidade combrá-los por acesso anterior aos vídeos (uma espécie de pré-venda), convertendo assim seus canais gratuitos em espaços pagos.

Esse processo de “pré-venda” de vídeo é um modelo conhecido como “widowing” e já foi testado com sucesso entre 2007 e 2008.

Além disso, com essa nova iniciativa o Youtube espera atrair transmissoras de tv a cabo, para publicar seu conteúdo no o site. Dessa forma a empresa procura se lançar a gastar milhões criando conteúdo exclusivo em alta qualidade, atraindo grandes orçamentos em propagandas.

O Youtube já fundou a criação de novos canais para o mercado americano, pagando milhões para criadores de conteúdo. Incluindo comediantes,diretores, músicos como Jay-Z e até grandes produtoras como a Endemol  que entre seus programas mais conhecidos podemos citar Big Brother e Fear Factor.

Tags:

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: