Utilizando comandos dos mecanismos de buscas para fazer SEO

Para saber como seu site está indexado no Google, se ele possui conteúdo duplicado e etc, nada melhor do que utilizar o próprio mecanismo de busca para isso. Aprenda neste post quais comandos podem te dar estas e outras informações excenciais para se fazer SEO.

Neste tutorial vamos ensinar como utlizar os comandos dos mecanismos de busca para obter informações importantes sobre como seu site está indexado no Google. Utilizando de maneira inteligente esses recursos você obterá resposta para questões como: “Meu site está no indice do Google?”, “Quantas páginas foram indexadas?”, “Tenho problemas com conteúdo duplicado?”

Dentre os comandos disponíveis vou listar aqui aqueles que são mais úteis e vistos com mais frequência, entretanto, fique à vontade para adicionar suas dicas e sugestões nos nossos comentários.

Comandos

  • cache:
  • site:
  • inurl:
  • intitle:
  • +
  • |

Podemos utilizar esses comandos separadamente ou em combinação, o que pode aumentar consideravelmente nosso poder de fogo. Vamos à alguns exemplos práticos:

Quantas páginas de meu site estão indexadas?

Para responder a esta pergunta eu poderia utilizar o comanado “site:www.exemplo.com.br“. Isto limitará minha pesquisa a um determinado site, não exibindo os resultados que não tenham relação com www.exemplo.com.br. Ou seja, todas as páginas deste site presentes no índice do Google serão mostradas.

Entretanto vale ressaltar que esse resultado não é 100% preciso, uma vez que os grandes mecanismos de buscas possuem data centers em diversas partes do mundo e cada um deles pode possuir versões do índice que podem conter algumas discrepâncias.

Outra informação importante que podemos obter com o comando “site:” é sobre a existência de conteúdo duplicado. Afinal de contas, se eu sei que meu site possui 20 páginas e a pesquisa me trouxe 60 resultados, com certeza o site tem problema de duplicidade de conteúdo.

Como saber se uma determinada página do meu site já foi indexada?

Novamente podemos facilmente obter uma resposta utilizando um comando de mecanismo de busca. Basta digitar o endereço da página precedido pelo comando “inurl:”, como segue “inurl:www.exemplo.com.br/nome_da_pagina.html“.

Como sei se uma certa página possui conteúdo duplicado?

Aqui vai uma ótima dica compartilhada por Danny Dover em seu excelente livro Search Engine Optimization (SEO) Secrets. Selecione um trecho da página que deseja verificar e insira na pesquisa juntamente com o comando “site:”. Veja o exemplo: site:google.com “Você não gosta de spam. Nós também não. O Gmail bloqueia os spams antes que eles cheguem à sua caixa de entrada.”

Se no resultado da pesquisa surgir mais de uma página você já sabe que tem um problema de duplicidade.

Outro comando muito interessante que podemos utilizar é o “inurl:” que serve para restringir os resultados da pesquisa apenas aqueles onde o termo pesquisado aparece na URL. Este comando, em associação com o comando “site:” Pode ser muito útil na identificação de parâmetros que estão gerando conteúdos duplicados. Por exemplo: Se eu sei que as URL´s que contem o termo sessionid podem ser de conteúdo duplicado, o comando site:www.exemplo.com.br inurl:”sessionid” me mostrará todas as ocorrências de “sessionid” que estiverem presentes nas URL´s do site “www.exemplo.com.br”.

Também posso verificar se tenho títulos duplicados, ou com termos muito parecidos utilizando o comando “intitle:“. Assim como o comando “inurl:”, este limitará minha busca apenas aos resultados onde o termo pesquisado aparece na tag de título.

O que mais posso saber utilizando comandos de mecanismos de buscas?

Finalmente temos as opções “+”, “-” e “|”, todos extremamente úteis para refinar pesquisas. Vamos ver para que eles servem.

O comando “+“, quando inserido antes de um termo que se deseja pesquisar restringe a busca ao exato que se digitou, eliminando sinônimos da palavra ou frase em questão.

Já o comando de “-” subtrairá dos resultados o termo desejado. Por exemplo, para pesuisar todos os links da Mestre SEO que não possuem o termo “ferramentas” na url eu realizaria os seguintes comandos: site:www.mestreseo.com.br -inurl:ferramentas.

Finalmente, mas não menos importante, temos o comando “|” simbolizando um “OU” na sua pesquisa. Utilizando o exemplo acima, se quisermos os saber quais as páginas da Mestre SEO que possuem o termo ferramenta ou ferramentas na URL escreveríamos: site:mestreseo.com.br inurl:ferramenta|ferramentas.

Por fim, vale lembrar que todos os comandos discutidos aqui devem iniciar com letra minúscula, ou eles simplesmente não funcionarão.

Espero que tenham gostado. Use sua imaginação e faça pesquisas mais eficientes nos seus projetos de SEO!

 

5 Comentários

  1. Oferta do Dia

    Muito interessante esse comando “inurl”. (Eu mesmo não sabia)

    E ela já me ajudou a notar uma coisa, posts com oo WordPress SEO demoram mais a indexar. Creio que vocês também utilizam o mesmo plugin, vocês estão sofrendo com esse problema?

    Att

    Responder
  2. Oferta do Dia

    Mas a indexação acontece no mesmo momento do post ou leva algum tempo? Aqui chegou a demorar 12 horas pra indexar uma página. Eu estou alterando ele, até segui todos as dicas informadas por você.

    Vamos ver se consigo resolver.

    Obrigado.

    Responder
    • Ubiratan Cunha

      A indexação não é algo instantâneo. Vai depender de quando o googlebot visitar suas páginas. Um recurso que ajuda é configurar o envio automatico do sitemap. Assim, sempre que algo mudar ele avisa o Google.

      Responder

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: