TV 3D sem óculos: isso existe? Já posso comprar?

A tecnologia 3D mal chegou e ela já está se reinventando. Para entender um pouco mais sobre as TVs 3D que não utilizam óculos, leia esse artigo que prepararmos para ter uma ideia do que está por vir.

Depois do artigo sobre as tecnologias 3D disponíveis hoje no mercado, algumas pessoas me perguntaram: mas e as TVs 3D que não dependem de óculos? E o Nintendo 3DS? Como isso é possível?

São questões que já tem repostas, mas vou avisando: tirando o 3DS, as TVs ainda vão demorar um pouco pra saírem para o mercado consumidor, e vão custar caro, muito caro!

Há basicamente 2 tecnologias para simular o efeito 3D, ou fazer o nosso cérebro simular isso, sem os famigerados óculos. E uma dica: assim como nas TVs que necessitam dos óculos, o objetivo das tecnologias é gerar imagens diferentes para cada um dos olhos, de forma que o nosso cérebro possa criar o efeito 3D.

Barreira “Parallax” (Barrier Parallax Technology)

O nome pode ser um pouco difícil de se compreender, mas essa tecnologia consiste em pequenas camadas de cristal líquido presas à tela, que criam um tipo de “barreira” para os pixels que serão captados por cada olho. O grande problema desse tipo de TV é que o usuário tem que permanecer imóvel para perceber o efeito 3D, e o brilho pode ser prejudicado pelo “filtro” que as camadas de cristal líquido geram indiretamente. Para minimizar esses efeitos, fabricantes como a Toshiba criaram protótipos com telas pequenas, minimizando a necessidade do usuário precisar mover o rosto para os lados.

 

A Nintendo utilizou essa tecnologia para criar o 3DS, e por mais que as imagens sejam impressionantes, é só mexer um pouco a cabeça que o efeito 3D se desfaz.

Fonte: Site Oficial da Nintendo

 

 

Sistema de lentes (Lenticular Lenses Technology)

Como o próprio nome sugere, o efeito 3D é gerado por meio de lentes espalhadas pela tela em diversos ângulos, filtrando a luz que é emitida para cada um dos nossos olhos. Nesse caso, diferentes das lentes “parallax”, o ângulo de visão pode ser expandido de acordo com a quantidade de lentes, e o brilho não é tão prejudicados, porque a luz quase não sofre perdas quando é refletida por cada lente.

Ambas as tecnologias acima tem problemas na criação daquele efeito de profundidade, característico nas imagens 3D, e as resolução são prejudicadas porque são necessários muitos pixels para corrigir o problema das distorções causadas pela mudança no ângulo de visão do usuário.

Há outras tecnologias que estão em desenvolvimento para tentar corrigir esses problemas, que incluem a utilização de uma webcam que identifica o movimento dos olhos do usuário e corrige o ângulo das imagens 3D geradas (a Toshiba utiliza essa tecnologia nos seus notebooks 3D). Uma empresa húngara desenvolveu um modelo de “caixa” que recebe uma imagem 3D e projeta para tela da TV, e com resultados interessantes do ponto de vista de qualidade, porque a tal “caixa” consegue criar o efeito de profundidade similar às TVs 3D que utilizam óculos e gerou perdas de brilho muito pequenas, porque não há necessidade de tantas lentes presas à tela como nas outras tecnologias.

Conclusão

Bem, e aí, vale à pena esperar pra aposentar os óculos 3D? Na minha opinião, NÃO! Por isso, pode comprar o modelo de TV 3D que precisa de óculos tranqüilamente! Por mais que os fabricantes invistam somas milionárias nas tecnologias “sem óculos”, o preço e a qualidade da experiência 3D para os usuários ainda está longe do padrão que temos hoje. Por isso, leia o outro artigo, tira suas dúvidas com a gente, quebre aquele seu porquinho, e seja feliz!!

11 Comentários

      • Thiago Dalsoto

        Augusto, vc falando em oculos, nos passivos os oculos tipo do cinemark da para usar na frente do oculos normal, e no caso dos oculos ativos q sao mais uniformes ao rosto, como q voce lida com eles?

        Responder
        • Augusto Botossi

          Como eu sou praticamente cego Thiago, eu não consigo ficar sem óculos. Esse foi um dos motivos também que me levaram a comprar Samsung, porque os óculos são grandes e bem confortáveis. Eu testei todos, e pra mim, eles foram os melhores. Os da Sony, por exemplo, eu achei os mais apertados.

          Responder
  1. tommy

    eu comprei um tv de plasma full hd 3d modelo da lg px950 50 polegada 3d to esperando chega meu blu ray 3d pra testa-la em 3d oculo dela e ativo sera que e melhor que o passivo obrigado

    Responder
    • Augusto Botossi

      Aí é mais uma questão de gosto, e talvez técnica. Tecnicamente falando, a tecnologia ativa proporciona imagens com maior definição, mas a passiva não fica tão atrás, e são mais confortáveis. Seria interessante ter testado antes da compra… Mas acredito que a experiência será positiva sim!

      Responder
  2. tommy

    Obrigado pelo seu comentário o blu ray chegou e eu gostei só que como não estou acostumado com o óculo meu olhos ficava ardento mais a TV que eu comprei vc acha o que dela grato e obrigado

    Responder
  3. Evandro

    Será que vcs poderiam fazer um comparativo dos melhores home theaters como o comparativo das melhores tvs. Se não for pedir muito, poderiam abordar assuntos como tamanho da sala, diferentes tecnologias, etc.

    Responder
  4. Nate

    Adorei a materia sobre tv 3d e como sou gamer hardcore tratei logo de garantir meu monitor de 120hz nativos e os oculos nvidia(ativos), so que teve um infortunio que nunca poderia imaginar. O efeito 3d nem sempre funciona pra todas as pessoas e eu fui um dos 0,01% que não consegue enxergar em 3d por causa da grande diferença de graus de miopia nos meus olhos (o direito tem – 9 graus e o esquerdo -3). Fica o alerta pra quem tiver o mesmo problema porque ate na tecnologia 3d ha exceções. Abração e continue assim, cada vez melhor!

    Responder

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: