OLED: como isso vai mudar a sua vida!

Quer saber o que é a tecnologia OLED? Como ela vai influenciar o seu bolso? Quais são as vantagens e desvantagens? O que esperar dessa tecnologia?

Alguma pessoas perguntaram sobre a tecnologia OLED aqui no blog, e como isso parece ser mais uma realidade agora do que um futuro distante, acho que vale a pena explicar um pouco o que é isso e como mudar as nossas vidas!

LCD x LED

No artigo sobre o que saber antes de comprar uma TV 3D, eu expliquei brevemente as diferenças entre LCD, LEDs e Plasmas (não vou falar dessa última nesse artigo, porque ela vai ficar meio deslocada!!). Neste caso, de maneira bem resumida, essas tecnologias são aplicadas nas TVs da seguinte maneira:

  • AS TVs LCDs são compostas por dois painéis, ambos compostos de cristal líquido (daí o Liquid Crystal Display). O painel traseiro emite luz branca, que reflete as cores emitidas pelo painel da frente. De maneira bem simples, o cristal líquido é energizado para criar diferentes tons de vermelho, verde e azul, e assim criar as imagens que vemos. O painel traseiro serve para “ressaltar” as cores, de maneira a deixar a imagem com brilho, contraste e cores mais fiéis ao que estamos acostumados a ver.
  • As TVs de LED tem quase o mesmo funcionamento, diferindo o painel traseiro, que é composto de LED (ou diodos emissores de luz – Light Emitting Diode). Basta saber que diodos são componentes eletrônicos que reagem quando são energizados (neste caso, emitem luz!!), e que são compostos basicamente por silício e germânio. Como os LEDs conseguem produzir uma luz com um branco “mais branco” e consomem menos energia, para telas de TV, o resultado é ainda melhor do que as LCDs. As fabricantes de TVs, na sua maioria, utilizam a forma edge LED para criar seus painéis, que significa organizar os LEDs nas bordas do painel traseiro. As Full LEDs são aquelas que possuem apresentam os diodos distribuídos em todo o painel, a uma distância bem pequena, melhorando ainda mais o desempenho e a qualidade das imagens.
oled-leds

Os diodos emissores de luz são usados hoje até nas árvores de natal!

E as OLEDS?

A diferença já começa no nome: Organic Light Emitting Diode, ou diodo orgânico emissor de luz. A estrutura de um OLED é simples, e é composta por camadas, conforme a figura abaixo:

oled-estrutura

Camadas que compõe uma estrutura OLED

Substrato: é onde o OLED é depositado, que pode ser vidro ou plástico, por exemplo.

Anodo e Catodo: são responsáveis pela movimentação dos elétrons nas camadas orgânicas.

Camadas Orgânicas (Emissora e Condutiva, feitas de moléculas orgânicas, geralmente polímeros, como o plástico): os eletróns passam pelas camadas, e geram luz.

Ou seja: os OLEDs são capazes de gerar luz própria! Isso significa que, no caso das TVs, não há mais necessidade do painel traseiro, diminuindo drasticamente a largura das telas, e influenciando positivamente o nosso gasto com energia elétrica.

Tudo parece maravilhoso não é? Então porque as TVs já não são produzidas com isso desde o início?

Vantagens e Desvantagens do OLED

Outra vantagem grande é que painéis de OLED são capazes de gerar o preto absoluto, que é difícil de ser alcançado 100% nos painéis atuais: é só desligar os OLEDs que eles param de emitir luz e se consegue um preto “mais preto”! A fidelidade das cores também é impressionantes, tornando-as mais naturais e criando imagens impressionantes. Porém, há um problema grave justamente na geração das cores: estudos mostram que os OLED que produzem luz verde, por exemplo, chegam a durar mais 180 mil horas, enquanto os que produzem a luz azul duram apenas 14 mil. Isso significa apenas 5 anos de vida, para um consumo de 8 horas de TV por dia. Ou seja, NADA. Há formas de se expandir essa vida útil utilizando vidro para uma melhor distribuição das cores, com um impacto pequeno no brilho.

Outra desvantagem é a água: uma pequena gota sobre as OLED podem literalmente destruir essas estruturas. Com isso, os empresas precisam elevar seus custos de produção para criar invólucros que protejam esse tipo de molécula.

oled-exemplo

OLEDs são 200 menores que a espessura de um fio de cabelo!

O Futuro

Como escrevi nos artigos sobre a CES 2012 desse ano (CES da Samsung e CES da LG), ambas as gigantes koreanas deixaram os fãs de “boca aberta”, quando mostraram seus modelos TV 3D de 55 polegadas, com 4 milímetros de espessura e pesando menos que meu filho de 6 meses de vida! Porém, não foram dados muitos detalhes de data de lançamento, previsão de lançamento e outras características técnicas que pudessem servir de base para uma opinião mais concreta a respeito desses aparelhos. Entretanto, uma coisa é certa: eles vieram, e provavelmente estarão em muitas casas até o final de ano. E quando forem lançadas, nós do Mochileiro faremos um review em primeira mão!

Ah, antes de concluir, não posso deixar de mencionar que hoje já temos essa tecnologia ao alcance de nossas mãos, mas em uma escala (nesse caso de tamanho) menor: os celulares mais modernos da Samsung e Nokia vem com telas de AMOLED, que é um tipo de OLED, mas de baixo custo para esse tamanho. Quer fazer um teste? Vá a uma loja de celulares e compare a tela do Samsung Galaxy 2 com a de um celular com tela de LCD comum. A diferença de qualidade é bem notória!!

 

 

4 Comentários

  1. Marco Antonio

    To tentando imaginar como vai ser a imagem junto com um blu ray !! rsrsrs..
    Mas há uma previsão de qdo chegara no Brasil ? Preço. e até mesmo em 3D ?

    Responder
    • Augusto Botossi

      Infelizmente não temos esse tipo de informação ainda Marco Antonio. Mas assim como você, não vejo a hora que saia esses modelos novos!!

      Responder
  2. jose wanderlan

    olá Agusto, muito boa suas comparaçoes sobre tv. há anos eu tambem estudo elas. agora quero uma led local dimming, mas e o tempo de resposta não se leva em conta mais? e a philips não tem 3d?

    Responder
    • Augusto Botossi

      O tempo de resposta continua sendo importante sim José, mas isso é mais uma questão do tipo do painel do que a tecnologia utilizada (LED, Plasma, etc.). E dependendo do modelo, sim, ela é 3D.

      Responder

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: