Amazon coloca fogo no Kindle

Com a proliferação de tablets no mercado movidas a Android, chega a vez da Amazon de colocar mais lenha nessa fogueira e mostra que está preparada para a força da concorrência.

Amazon mostra que não tem vergonha de copiar modelos de negócio lucrativos (e neste caso,  da Apple!) lançando sua tablet Kindle Fire .

O Kindle, para quem não conhece, é o leitor eletrônico (e-reader) mais badalado do mercado. Fino, leve, com um acervo monstro e com bateria de duração para 2 meses de leitura com uma única recarga, sempre foi o queridinho dos leitores digitais.

kindletouch

Em dezembro de 2010 a empresa Barnes & Noble lança o seu “e-reader” Nook Color com sistema operacional Android, e com as mesmas confirgurações de hardware da tão falada Samsung Galaxy Tablet P1000 – só que voltada para “leitura”, não tendo GPS e câmera – por USD 250,00. Pergunta: O que foi que aconteceu com esse “e-reader”? Resposta: Vendeu como água. Todos os compradores levaram uma tablet com tela capacitiva, LED, com as mesmas especificações técnicas de uma tablet de USD 450,00! O Nook Color até fevereiro de 2011 foi a “tablet” mais vendida nos Estados Unidos.

Tenho certeza que isso chamou a atenção da Amazon, pois em Janeiro de 2011 ela já começou a mostrar os seus planos para o mundo, quando anunciou a sua própria Appstore fazendo frente para a Apple. O grande lance da Amazon, foi juntar o seu acervo com o do Android Market da Google, não como concorrente, mas sim como uma parceira trazendo mais conteúdo.

E no dia 28 de Setembro de 2011 a Amazon anunciou o lançamento do  Kindle Fire – sua tablet que já acompanha sua própria Appstore, muito conteúdo e especificações técnicas bem robustas.

family_kindle

Processador: 1GHz TI OMAP dual-core CPU.

RAM: 512 MB.

Tela: 7 polegas, multi-touch, anti-reflexo, resolução de 1024 x 600 com exibição de 16 milhões de cores e com tecnoliga IPS (in-plane switching) para melhores ângulos de visão.

Dimensões da Tela: 190mm x 120mm x 11,44 mm.

Peso: 413 gramas.

Armazenamento: 8gb de memória interna e armazenamento na nuvem grátis (Cloud®).

Bateria: Até 8 horas de leitura continua ou 7,5 horas de vídeo com o Wifi desligado. O desempenho pode variar conforme o uso.

Tempo de Recarga: Em até 4 horas na tomada e com suporte a recarga por USB.

Wifi: 802.11b, 802.11g, 802.11n, ou 802.1X com suporte a senhas em WEP, WPA e WPA2. Não suporte conexões Peer-to-Peer ou Adhoc via Wifi.

USB: 2.0 – conector microB.

Som: Com alto falantes embutidos estéreos e entrada de 3.5mm para fone de ouvido estéreo.

Arquivos suportados: Kindle (AZW), TXT, PDF, MOBI desprotegidos, PRC nativo, AA, AAX, DOC, DOCX, JPEG, GIF, PNG, BMP, arquivos sem proteção DRM AAC, MP3, MIDI, OGG, WAV, MP4, VP8.

Para os fãs do Kindle, a pré-venda já começou para o modelo Wifi (sem planos para o 3G ainda) com lançamento estimado para 15 de Novembro, com 30 dias de acesso grátis ao pacote de assinatura Amazon Prime, que inclui filmes, livros e muito mais.

fire_kindle

A Amazon chega preparada para ser mais uma na briga com a Apple e seu poderoso iPad, e diga-se de passagem, chega bem equipada!

E para vocês, quem vai ganhar essa briga? Fiquem a vontade para comentar !

8 Comentários

    • Vitor Botossi

      Marli, com certeza o Kindle Fire é bem superior! Tanto em hardware, quanto em software! São gerações diferentes! Mas lembre-se que no fim, o importante, é atender as nossas necessidades e expectativas!

      Responder
    • Vitor Botossi

      Nilson, infelizmente não tem o modelo 3G do Kindle Fire! Mas você pode através do celular (caso seja um Smartphone e de preferencia com Android) usar a internet do Celular nele! E dá para assistir sim filmes! Muito bem por sinal! Desculpe a demora!

      Responder
  1. Rafael

    Nessa faixa de preço, vc recomendaria mesmo o Kindle Fire? Ou teria algum similar ou melhor? O que quer dizer com arquivos sem proteção?

    Responder
    • Vitor Botossi

      Rafael, a Amazon já lançou sua nova linha de Kindle, portanto, esse já está “ultrapassado”. Uma boa escolha, que ainda não vi no Brasil, é o Tablet da Google, Nexus. O que digo com relação a arquivos sem proteção, é o famoso DRM para livros. Geralmente livros comprados em servidores como Amazon, Barnes & Noble etc, vem com proteção, e nesse caso, o Kindle fire não poderia lê-los ao menos que vc os tivesse comprado. Veja mais nos nossos demais artigos, onde listamos os mais novos Tablets: , e

      Responder
  2. Marcones Ribeiro

    Comparando o kindle fire com os principais tablets ipad e galax, o kindle fire ou outro modelo mais avançado tem duas camara, usar chip 3g ou outro. tem wi-fi, filma, a tela continua sem brilho para boa leitura como o kindle original? e qual a resolução do kindle mais avançado?

    Responder
  3. Marcones Ribeiro

    outra coisa, posso usar o programa kindle para ler outros e-books, isto é, comprado em outras livrarias virtuais?

    Responder

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: