Mais uma morte na DC Comics

A notícia foi confirmada pelo Jornal New York Post, de acordo com uma entrevista com o próprio escritor da série, Grant Morrison

Aviso: o artigo abaixo contém SPOILERS, portanto, prossiga com a leitura por sua própria conta e risco!

 

Não deve ser fácil ser parceiro do Batman, primeiro porque o Batman é o Batman e só isso já deixa a coisa complicada. Segundo, que parece existir uma sina que determina que todos os usuários do manto do Robin, de um jeito ou de outro, acabam se dando mal.

Primeiro foi a vez do Dick Grayson, que desde que assumiu o manto, é considerado o predileto pelo Batman. O segundo Robin foi Jason Todd: o coitado nunca caiu nas graças do povo e os leitores sempre torciam o nariz para ele e o resultado foi uma morte bem trágica pelas mãos do Coringa (ele voltou duas décadas depois, sob o título de Capuz Vermelho). O terceiro Robin foi Tim Drake, que no pós-reebot da DC Comics (chamado de Novos 52), definiu-se que ele nunca foi Robin, tendo assim sempre usado a identidade de Robin Vermelho. Que confusão!

robins dc novos 52

Robins juntos nos Novos 52

Ao que tudo indicava o atual Robin, Damian Wayne, teria vida mais tranquila, mas só parecia. Foi anunciado pela DC Comics que Damian Wayne irá morrer. A capa de Batman Incorporated #8 (publicada nos Estados Unidos) já alertava a possibilidade da morte de Damian, que foi confirmada pelo jornal New York Post.

O roteirista Grant Morrison, responsável pela introdução de Damian na atual cronologia da DC Comics, revelou ao jornal que o Damian “salva o mundo. Ele termina o trabalho como Robin. Ele morre como um herói em absoluto”.

robin morte dc

Capa de Batman #8

Caso você não conheça a história de Damian, segue um breve resumo. O personagem foi criado em 2006 por Grant Morrison tento como base uma graphic novel dos anos 80 intitulada Batman – O Filho do Demônio (não deixe de ler o nosso review da HQ). Essa história havia sido desconsiderada da cronologia da DC, mas foi retomada pelo roteirista. Damian nada mais é que o filho de Bruce Wayne com Talia Al Ghul, filha de Ra’s Al Ghul. Depois de o garoto ter sido submetido durante anos a duros treinamentos pela Liga dos Assassinos, ele aparece pela primeira vez para seu pai como um adolescente.

Com o passar do tempo, Damian acaba ficando ao lado de Bruce e assumindo assim o manto de Robin. O que deixa essa dupla bem interessante é que Damian, por ser um assassino profissional, nunca teve um gênio fácil e Bruce tenta, pela primeira vez em sua vida, se portar como um pai e mentor do garoto (para quem quer acompanhar as estórias de Bruce Damian, elas estão sendo publicadas na revista A Sombra do Batman, pela Panini). Com a morte, essa dinâmica chega ao fim juntamente com a ideia de Grant Morrison, de que um dia, Damian poderia substituir o pai e assumir o manto do Batman.

Tudo indica que teremos boas HQs contando essa história. Como será que Bruce vai reagir a morte do filho? Eu não queria estar na pela do assassino do garoto.

Vamos aguardar.

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: