Crítica: Vingadores vs X-men edição 0

Muita ação e pancadaria na revista que serve de prelúdio para a série.

Edição #0 marca prelúdio da saga

Edição #0 marca prelúdio da saga

Olá mavelmaníacos. Este mês temos o prazer de receber nas bancas a edição de abertura do mega evento Vingadores vs X-men, que começa com a edição #0.

A editora Panini gentilmente presenteou os editores do Mochileiro com um exemplar da revista, assim como um super poster e uma camiseta. Valeu Panini! E como de costume, preparamos uma super análise para compartilhar com você, fiel leitor.

Qual a importancia de Vingadores vs X-men?

Esta saga possui uma enorme relevância para a Marvel, pois seguindo este evento tivemos uma reformulação geral na linha de quadrinhos da editora. Pode-se dizer que a Marvel fez algo similar à DC Comics com os Novos 52. Diferente da concorrência, porém, não tivemos cronologias zeradas, mas ainda assim foi feito um super reboot com o objetivo de captar novos leitores e alinhar os personagens às suas contra-partes nos cinemas. Esta reformulação recebe o nome de Marvel Now e deve aterrissar no Brasil próximo do segundo semestre.

Situando os leitores

Se você não tem acompanhado quadrinhos recentemente, talvez não saiba, mas os X-men se tornaram uma raça à beira da extinção. Wanda, a Feiticeira Escarlate (filha de Magneto), em um momento de desespero usou de seus poderes para remodelar o mundo levando-o a uma realidade onde a maioria dos mutantes perde seus poderes e não ocorrem mais nascimentos de humanos com o gene X.

Com sua população reduzida e à beira da extinção, os mutantes passam a fazer todos os esforços para tentar reverter a situação até que algo inusitado acontece – uma criança com o gene X volta a nascer na Terra. Os X-men dão-lhe o nome de Esperança (a messias mutante) e nomeiam Cable seu protetor.

Nem é preciso dizer que os inimigos dos filhos do átomo fazem de tudo para matar a criança e Cable foge com ela realizando diversas viagens no tempo.

Cable se afeiçoa à garota e passa a tratá-la como uma filha. Quando ela se torna uma adolescente, ambos voltam para o presente e são recebidos pelos X-men em Utopia (ilha onde os mutantes se refugiam).

Rota de colisão entre Vingadores e X-men

Você deve estar se perguntando: “o que tudo isso tem a ver com os vingadores?” Pois bem… Após realizar um salto no tempo, Cable descobre que o futuro foi totalmente devastado pois Esperança (a messias) não estava presente para salvá-lo. Ao se inteirar da situação Cable descobre que os responsáveis por isso são os Vingadores.

Neste primeira número publicado pela Panini, vemos Cable ir à caça dos Vingadores. O mix traz as revistas:

  • Avengers vs. X-Men 0
  • Avengers: X-Sanction 1-4
  • Point One 1 (Nova)

Esta edição está muito bacana. Possui papel Couché, 132 páginas e custa 12,90.

Nossas impressões

Fazia um certo tempo que eu não comprava HQs da Marvel. O pouco tempo e a correria do dia-a-dia acabaram me afastando um pouco desde antigo e prazeroso hobbie.

Uma coisa que gostei muito nesta primeira edição foi a facilidade que tive para “entrar na história”. Não fiquei perdido em referencias a quadrinhos antigos e nem a eventos que eu por ventura tenha perdido. É lógico que entender um pouco sobre quem é Esperança e o seu relacionamento com Cable ajuda. Mas o leitor vai ver que tudo o que precisa saber foi dito nas linhas acima.

O arco principal (Avengers: X-Sanction 1-4) possui bastante ação e os traços do excelente Ed MacGuinness ajudam bastante. Ele desenha personagens grandes e com músculos avantajados. O roteiro também não fica atrás e Jeph Loeb dá conta do recado. Enquanto tenta situar o leitor nos eventos que motivaram Cable a atacar os Vingadores, já vai desenvolvendo em paralelo toda a pancadaria. Isso traz dinâmica e torna a leitura bem divertida.

Confesso que os últimos trabalhos do escritor não estão entre os meus favoritos, mas nesta revista o roteiro está inegavelmente bem feito.

A edição zero funciona como um prelúdio à guerra e serve para situar quem está chegando agora. Pode-se dizer que esta é uma ótima hora para a entrada de novos leitores e um bom momento para o retorno de quem andava meio afastado das HQs.

Minha nota é 4 Mochilas de 5! Revista totalmente recomendada. Fiquei super curioso para ver como essa guerra vai se desenrolar e acredito que se der uma chance para a saga, você irá gostar também.

Se decidir acompanhar Vingadores vs X-men, não esqueça de passar por aqui e deixar suas impressões nos comentários. Queremos saber o que você achou deste que promete ser mais um marco nos quadrinhos da Casa das Idéias. Um forte abraço e até a próxima.

Confira um preview da revista:

Deixe uma Resposta

  • (não será publicado)

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

© 2017 Mochileiro Digital.

Compartilhe: